Lula admite que é candidato a presidente

Em discurso para 400 empresários do município paranaense de Francisco Beltrão, o presidente de honra do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, admitiu pela primeira vez que é candidato à Presidência da República em 2002. A declaração, feita durante em um empolgado discurso, saiu como um ato falho ao dizer para os ouvintes que os problemas brasileiros não podem ser resolvidos facilmente e em pouco tempo. "Eu não sou candidato a Deus. Eu sou candidato... Eu sou candidato a presidente da República".Lula ainda atacou diversas vezes o pré-candidato a presidente pelo PPS, Ciro Gomes e incentivou os empresários a participarem mais da política caso queiram sobreviver à criação da Zona de Livre Comércio nas Américas (Alca). "Ou o Brasil se prepara para enfrentar o acordo ou os 800 mil empresários que iam fugir do Brasil em 89, como disse o Mário Amato (ex-presidente da Fiesp), vão falir". Ao explicar o motivo de suas viagens pelos três Estados do Sul do Brasil, com a Caravana da Agricultura Familiar, Lula disse que tem como desafio "percorrer as mesmas cidades onde esteve Juscelino Kubitschek, em 1953".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.