Lula acha que TV e rádio favorecem o PT, diz Falcão

Após dez anos sem visitar a sede nacional do PT em São Paulo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva passou a tarde no local tirando fotos com funcionários e reunindo-se com dirigentes do partido. Lula recebeu um levantamento com informações sobre os candidatos do PT em 119 cidades com mais de 150 mil eleitores e fez um balanço positivo das chances de crescimento dos candidatos petistas em todo o País. "Ele disse que o PT sempre foi um partido que quando começa a campanha no rádio e na televisão tem um desempenho muito forte e os nossos adversários sabem disso", comentou o presidente nacional da sigla, deputado estadual Rui Falcão.

DAIENE CARDOSO, Agência Estado

22 de agosto de 2012 | 18h21

No dia da transmissão do primeiro programa de rádio e TV do candidato petista à prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, Lula elogiou o desempenho do estreante em eleições. "Ele está satisfeito com o desempenho (de Haddad), elogiou inclusive o aparecimento do Haddad na TV, que mostrou muita desenvoltura", disse Falcão. O dirigente afirmou que o partido conta com o crescimento de Haddad a partir da exposição na mídia eletrônica e com a presença constante do ex-presidente ao lado de seu afilhado político. "Nossa expectativa é de que o Fernando Haddad vai crescer, vai chegar ao segundo turno e ganhar a eleição", afirmou o dirigente petista, que preferiu não fazer uma avaliação sobre quem disputaria o segundo turno com Haddad.

Lula visitou a sede do PT acompanhado por Haddad e os candidatos Iriny Lopes (Vitória) e Elmano de Freitas (Fortaleza). Antes de visitar a sede do PT, Lula gravou inserções para Elmano e para o candidato de Teresina, Wellington Dias.

Em quase duas horas de visita à sede do PT, Lula ganhou um cartão assinado por todos os funcionários e recebeu de presente uma camiseta do Corinthians com o número 13 e seu nome estampado nas costas. Lula participou de parte da reunião da comissão de acompanhamento eleitoral do partido, que fez um balanço sobre a situação dos candidatos do PT em todo o País.

No final do encontro, Rui Falcão ressaltou que apesar da grande demanda de várias cidades do País, não será possível garantir a presença do ex-presidente em todos os municípios. As prioridade são a capital mineira, São Paulo, Fortaleza, Recife e Salvador. A próxima viagem de Lula será a Minas Gerais. No dia 31 estará em Belo Horizonte (MG), onde fará campanha para o petista Patrus Ananias. No dia seguinte, será a vez de Contagem e Betim. De acordo com Falcão, o PT optou por gravar mensagem de apoio para TV e rádio nas cidades onde não será possível a presença de Lula.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2012SPHaddadLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.