Dida Sampaio/AE
Dida Sampaio/AE

'Lula acha que a careca dele é mais bonita', diz Dilma a Chávez

Para venezuelano, duas carecas 'são tão feias uma como a outra'; ele prometeu visitar ex-presidente brasileiro neste mês

Claudia Jardim, BBC

02 de dezembro de 2011 | 06h18

As calvícies do presidente venezuelano, Hugo Chávez, e do ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva, provocadas pelo tratamento quimioterápico de combate ao câncer - foram motivo de risos durante o encontro entre Chávez e a presidente Dilma Rousseff nesta quinta-feira em Caracas.

Logo ao chegar ao Palácio de Miraflores, Dilma cumprimentou o venezuelano com um carinho em sua cabeça, ao notar que a calvície provocada pela quimioterapia está cedendo lugar aos primeiros fios de cabelo. Chávez foi diagnosticado com câncer no final de junho.

Constatei uma coisa que me deu muita alegria: que o presidente Chávez esta exercendo com muita alegria sus atividades", disse Dilma, ao reproduzir um recado enviado por Lula.

"Lula pediu que lhe desse seu abraço solidário (...) e disse que a careca dele é mais bonita que a do presidente Chávez", disse Dilma, arrancando risos de Chávez, que retrucou.

"Nossas duas cabeças são tão feias uma como a outra (...) somos dois feios deste mundo", brincou Chávez.

'Cúpula do câncer'

O presidente venezuelano - que enfrentou meses de tratamento com quimioterapia - voltou a repetir a proposta de Lula - em tratamento para combater um câncer na laringe - de realizar uma Cúpula dos presidentes que superaram o câncer. "Logo vamos fazer essa Cúpula e a Dilma vai dirigi-la", disse.

Chávez prometeu ir "em breve", ao Brasil visitar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, provavelmente ainda neste mês, depois da posse da presidente argentina, Cristina Kirchner, para seu segundo mandato.

"Ele veio me visitar, então agora eu tenho planos de ir vê-lo", disse Chávez, minutos antes da chegada da presidente Dilma Rousseff ao Palácio de Miraflores.

"Eu e Lula somos irmãos. Somos mais que irmãos. Somos, como já disse Fidel Castro, esses tipos que andam por aí fazendo coisas, como Dilma, Cristina (Fernandez, presidente da Argentina), Néstor (Kirchner, ex-presidente argentino)", afirmou Chávez. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.