Lula abre reunião do CDES e visita porta-aviões

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva coordenará às 9h, no Salão Oeste do Palácio do Planalto, reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social em que a ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff, falará sobre a política energética do governo. Durante a reunião serão empossados oito novos conselheiros. Às 11h, o presidente viajará para Vitória, onde assistirá a partir das 14h30, no porta-aviões São Paulo, a exercícios de pouso e decolagem dos aviões AF-1 (Skyhawk), na operação "Esquadradex", da qual participam também três fragatas, uma corveta, um contratorpedeiro e dois submarinos. E às 16h30 seguirá para o Rio de Janeiro, a fim de se encontrar às 20h com o presidente eleito do Panamá, Martin Torrijos, na residência do comandante da Base Aérea do Galeão. O comandante da Marinha, Roberto de Guimarães Carvalho, acompanhará o presidente. Porta-aviões veio da França em 2000 O porta-aviões São Paulo (foto) foi construído na França e adquirido pelo Brasil em 2000. A tripulação é de 1.300 militares, mas pode chegar a 2.000, conforme a composição do destacamento aéreo embarcado, que varia de acordo com as missões. Desde a aquisição, o porta-aviões já realizou missões importantes, como a operação "Araex", que viabilizou a manutenção qualificada dos pilotos da armada argentina. Em águas brasileiras, até hoje foram realizadas 500 catapultagens - decolagem de aviões - e os primeiros exercícios da Marinha brasileira relativos a operações de ataque a partir de um porta-aviões. As informações são da Radiobras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.