Luiz Francisco defende abertura de inquérito criminal contra senadores

O procurador da República Luiz Francisco de Souza defendeu hoje a abertura de inquérito criminal contra os senadores Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) e José Roberto Arruda (sem partido). "A conduta deles caracteriza prevaricação porque tiveram acesso à lista da cassação e não tomaram providência", sustenta. "Os dois devem ser cassados pela indignidade e covardia por tentarem lavar as mãos e se eximir da responsabilidade, pondo a culpa nos bagrinhos."Ele queixou-se de estar sendo "pressionado" pelo governo. "A cada duas semanas representam à Corregedoria." O procurador responde a duas representações penais de Fernando Henrique, mandados de segurança e ações de indenização que "têm claro caráter de intimidação". "Querem me destruir, mas não vou calar."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.