Lúcio Alcântara deixa PSDB e filia-se ao PR

O ex-governador do Ceará Lúcio Alcântara filiou-se nesta quarta-feira, em Brasília, ao Partido Republicano (PR). Alcântara ingressa no sexto partido ao longo de 40 anos de vida pública.Começou na Arena e passou pelo PSD, PFL, PDT, PSDB (12 anos) e agora PR.Ele desmente que tenha sido convidado para fazer parte do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O ex-governador sai do PSDB brigado com o presidente nacional do partido, senador cearense Tasso Jereissati, que o acusou de não ter feito campanha para o presidenciável tucano Geraldo Alckmin, no ano passado. Lúcio, por sua vez, chamou Tasso de traidor, por não ter se engajado na campanha de reeleição a governador e "ainda ter apoiado meu adversário, o hoje governador Cid Gomes (PSB)".Para o ex-governador, que já foi prefeito de Fortaleza, deputado federal, vice-governador e senador, sua missão no PR é organizar o partido no Ceará. "É um partido que está crescendo e se fortalecendo. Vamos trabalhar em franca harmonia com os que já estavam no partido", prega. Ele leva para o PR seu filho, deputado federal Léo Alcântara e o deputado estadual Adail Barreto, que também deixaram o PSDB.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.