DIDA SAMPAIO/ESTADÃO
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

Luciano Coutinho deve ser primeiro convidado da CPI do BNDES

Relator da comissão, deputado José Rocha, afirma que quer ouvir esclarecimentos do presidente do banco sobre programas de financiamento da entidade

DAIENE CARDOSO, DANIEL CARVALHO E VALMAR HUPSEL FILHO, O Estado de S. Paulo

06 de agosto de 2015 | 14h26

O presidente do BNDES, Luciano Coutinho, deverá ser o primeiro a ser convidado a comparecer à Comissão Parlamentar de Inquérito aberta nesta quinta-feira, 6, para investigar supostas irregularidades em financiamentos do banco de fomento. O relator da comissão, deputado José Rocha (PR-BA) disse na manhã de hoje que apresentará o requerimento no início da tarde, quando podrão ser protocolados os pedidos.

"Vou apresentar o requerimento convidando o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, já para a primeira reunião da CPI de oitiva já termos ele aqui presente. Ele vai fazer aqui os esclarecimentos que os parlamentares desejarem em relação ao programa e investimentos do banco, como fazem estes empréstimos etc", disse Rocha.

O parlamentar ressaltou que os membros devem ter responsabilidade no trabalho da comissão e evitar que ela seja mais um instrumento da crise política entre o Congresso e o governo. "Temos que ter serenidade e responsabilidade. Se mantivermos nessa linha, não tenha dúvida que faremos um bom trabalho", disse.

A CPI do BNDES foi instalada na manhã desta quinta-feira (6). A chapa única foi eleita em votação unânime, com 22 votos, tendo o deputado Marcos Rotta (PMDB-AM), como presidente. A relatoria ficou com José Rocha (PR-BA), a primeira vice-presidência com Miguel Haddad (PSDB-SP), a segunda vice com Carlos Zarattini (PT-SP) e Marcelo Squassoni (PRB-SP) será o terceiro vice-presidente. A eleição da chapa confirmou a exclusão do PT da cúpula da CPI.

Tudo o que sabemos sobre:
cpibndesluciano coutinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.