Loyola diz que Banespa foi bem vendido

O ex-presidente do Banco Central Gustavo Loyola disse, nesta quinta-feira, em depoimento na Comissão de Inquérito que investiga irregularidades no Banespa, que a entrada dos bancos estrangeiros no País contribuiu para que a instituição paulista fosse vendida a um bom preço, referindo-se à transação de venda do Banespa para o grupo espanhol Santander por R$ 7,5 bilhões.Loyola fez a afirmação em resposta a uma pergunta do relator da CPI, deputado Robson Tuma (PFL-SP), que queria saber as razões da demora na privatização do banco.Loyola afirmou que, além de uma extensa negociação técnica e política, a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado também demorou para aprovar o processo de refinanciamento das dívidas do Estado. Ao mesmo tempo, disse o ex-presidente do BC, havia um volume de ações correndo na Justiça.Na avaliação de Loyola, o Banespa foi vendido em um momento oportuno do mercado, pois antes o País vivia a crise cambial de 1998/1999, período em que, segundo ele, não seria interessante vender nenhuma instituição financeira, pois na época caíram os investimentos estrangeiros no País e dificilmente teria sido alcançado o preço atingido na venda do Banespa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.