Lote de bombom é interditado no Rio

A Secretaria de Saúde do Estado do Rio determinou nesta quinta-feira a interdição cautelar, suspensão de venda e consumo do lote L09613 de bombons sortidos da marca Garoto, com data de validade até 28 de fevereiro de 2004. Análise realizada pelo Laboratório Central de Saúde Pública Noel Nutels constatou a presença de larvas e de parasitas em amostras do produto coletadas pela fiscalização sanitária. O bombom é produzido pela fábrica em Vila Velha, no Espírito Santo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.