Lobão: 'Sistema contra espionagem deve ser melhorado'

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, considerou lastimáveis às denúncias de espionagem por parte da agência de inteligência canadense dos sistemas de comunicação e armazenamento de dados do ministério. Ao chegar ao Senado nesta segunda-feira, 7, Lobão disse que a denúncia ainda está em processo de exame, mas ressaltou que o Brasil já está tomando providências em relação à série de notícias que revelam atividade de espionagem de agências internacionais sobre autoridades, empresas e cidadãos brasileiros. "Nosso sistema é bom e confiável, mas temos que melhorá-lo ainda mais para evitar que bisbilhoteiros entrem em nossos arquivos", disse.

EDUARDO RODRIGUES E ANNE WARTH, Agência Estado

07 de outubro de 2013 | 11h21

Lobão comentou ainda que as denúncias de espionagem não atrapalham a realização dos leilões promovidos pela pasta. No próximo dia 21, está previsto o leilão do campo de Libra no pré-sal, que será a primeira licitação sob o sistema de partilha. "Nossos leilões são públicos, tudo às claras e não achamos que essa espionagem imponha dificuldades à realização do processo", afirmou.

O ministro participará de sessão solene do Senado em homenagem ao aniversário de 60 anos da Petrobras.

Tudo o que sabemos sobre:
LobãoespionagemCanadá

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.