Leonardo Benassatto/Futura Press
Leonardo Benassatto/Futura Press

Lobão participa de panelaço com 40 pessoas em SP

'Foi lindo' comentou o cantor no Twitter; usuários da rede social ironizaram a presença do cantor em protesto com baixa adesão

Valmar Hupsel Filho , O Estado de S. Paulo

17 de maio de 2015 | 18h07


São Paulo - O cantor e compositor Lobão foi a presença mais ilustre entre as cerca de 40 pessoas, segundo a Polícia Militar, que se reuniram por quase uma hora na tarde deste domingo, 17, em frente ao vão do Museu de Arte de São Paulo (Masp), para um panelaço contra o governo da presidente Dilma Rousseff. Ele permaneceu por cerca de uma hora na manifestação, período em que posou para fotos e foi cumprimentado pelos manifestantes.

Segundo a PM, o protesto durou cerca de uma hora e 20 minutos, entre 15h30 e 16h50. “Foi lindo”, postou Lobão em sua página pessoal no Twitter. Em outro post, ele comentou a baixa adesão no manifesto. “Tinha uma rapaziada muito querida e valorosa fazendo o maior barulho. Éramos poucos, mas muito barulhentos”.

Seguidores do cantor usaram a mesma rede social para ironizar a proporção do protesto. “Não sei onde tinha menos pessoas hoje (sic) ou ou no show do Lobão”, publicou um usuário.

Desde o final do ano passado, Lobão tem sido o artista que mais tem levantado a voz contra o governo petista, participando de diversas manifestações anti-Dilma. Pelo Twitter, o cantor declarou apoio à marcha à Brasília organizada pelo Movimento Brasil Livre, que vai protocolar um pedido de impeachment da presidente no próximo dia 27.

Tudo o que sabemos sobre:
lobãopanelaçoavenida paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.