Lobão minimiza derrota governista em votação do Código

O ministro de Minas e Energia Edison Lobão minimizou hoje a aprovação do Código Florestal na noite de ontem. Segundo ele, a decisão não deve ser interpretada como uma derrota governista. "O governo não foi exatamente derrotado. O governo tem tido muitas vitórias com a base de apoio, mas temos que entender também o pensamento dos parlamentares", afirmou, após participar do evento BIOSforum, em São Paulo.

ANDRÉ MAGNABOSCO, Agência Estado

25 de maio de 2011 | 14h42

Lobão também lembrou que a aprovação final do texto depende do aval da presidente Dilma Rousseff. "A possibilidade de veto é um recurso absolutamente constitucional e previsto", disse, sinalizando que o texto aprovado ontem pode não contar com a sanção de Dilma.

Palocci

Questionado sobre a situação do ministro-chefe da Casa Civil Antonio Palocci, que poderá ser convocado pela Câmara para explicar os ganhos de sua empresa Projeto Consultoria Financeira Econômica, Lobão evitou se estender sobre o assunto. "Tenho maior apreço pelo ministro Palocci, confio nas explicações que ele já deu e não posso dizer mais nada além disso", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.