Lobão apresenta melhora, dizem assessores

O estado de saúde do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, já apresentou nítidas melhoras. O relato é de assessores que estiveram nesta sexta-feira com o ministro no hospital Albert Einstein, em São Paulo. As informações são de que a febre já cedeu e o quadro de infecção bacteriana foi controlado. O ministro está conversando e falando sobre temas de sua área.

AYR ALISKI, Agência Estado

19 de outubro de 2012 | 19h46

Nesta sexta, às 18h20, foi divulgado boletim médico informando que o ministro segue no hospital, sem apresentar febre, e que ele "deverá permanecer internado, realizando exames, sem previsão de alta". Um novo boletim deverá ser divulgado somente na próxima segunda-feira (22), após concluídos os exames. Há expectativa de que no início da semana Lobão tenha alta.

Na última segunda-feira, Lobão começou a apresentar febre e sintomas de gripe. O ministro fez uma série de exames em Brasília, mas a família decidiu que ele deveria ir para São Paulo. Na quinta-feira (18) ele chegou ao hospital Albert Einstein, onde ficou internado. O ministro ficará afastado do cargo até a próxima terça-feira (23) para tratamento de saúde. O período de afastamento, autorizado pela presidente Dilma Rousseff, é de 18 a 23 de outubro e foi publicado hoje no Diário Oficial da União.

Tudo o que sabemos sobre:
Lobãolicençatratamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.