Livro reúne artigos de Wanderley Reis sobre trajetória de FHC

A Editora UFMG lançou esta semana o livro "Tempo Presente, do MDB a FHC", que reúne artigos do cientista político Fábio Wanderley Reis, escritos para diversos jornais do País ao longo de mais de 20 anos. Agrupados em ordem cronológica, mas tendo como referência a trajetória política do presidente Fernando Henrique Cardoso, os artigos analisam fatos marcantes da história nacional e internacional. "Alguns são mais densos, mas todos se referem a problemas da atualidade e podem ser lidos de um só fôlego", afirma Reis, professor da Universidade Federal de Minas Gerais.O livro está dividido em cinco partes ou capítulos - o primeiro é Autoritarismo e Transição, com artigos publicados de 1978 a 1993. O que abre a coletânea celebra a afirmação eleitoral do MDB. Na seqüência, Democracia, Eleitorado e Reformas (1996-2001); Nação Brasileira e Questão Social (1997-2001); Cena Mundial e Globalização (1997-2001); Governo FHC e Oposição (1994-2001); até terminar a coleção com um único artigo. Escrito em abril de 2000, o título desse texto - Ir Para a Casa em Paz -, traduz o desencanto de Reis com os rumos dos cenários político, social e econômico."Certamente o que unifica o livro é a trajetória de Fernando Henrique, ainda que como fio condutor subjacente", disse Reis. "E o fecho do livro, coincidentemente, termina com o fim do segundo mandato presidencial dele. Mas o artigo final é um balanço triste sobre os últimos 20 anos, revela uma certa angústia, uma ansiedade", disse Reis, justificando o pessimismo. Sob a mesma perspectiva pessoal, Reis analisa o período, que considera "rico em fatos e eventos", como a globalização, a derrocada do socialismo, o impeachment de Fernando Collor, os dois mandatos de FHC e a possível eleição, pela primeira vez, de um presidente do PT.A Editora UFMG informa que o livro tem um segundo lançamento previsto para outubro, em Caxambu, estância hidromineral do Sul de Minas, durante a reunião anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais, da qual Reis foi presidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.