Lins entra com pedido e depoimento na Alerj é adiado

Deputado alegou que o conselho não poderia estar se reunindo durante o recesso parlamentar

Fabiana Cimieri, de O Estado de S.Paulo

04 de julho de 2008 | 13h31

O deputado estadual Álvaro Lins (PMDB), que tinha depoimento marcado para a tarde desta sexta-feira, 4, no Conselho de Ética da Assembléia Legislativa, entrou com um requerimento pedindo o adiamento da sessão. Acompanhado de seu defensor público, ele alegou que o conselho não poderia estar se reunindo durante o recesso parlamentar.   Veja também: PF vê elo entre Álvaro Lins e milícias Entenda a Operação Segurança Pública, que envolve Garotinho PF cumpre mandado de busca na casa do ex-governador PF prende ex-chefe de polícia do RJ; MP denuncia Garotinho   O presidente da Comissão de Constituição e Justiça, Paulo Mello, que analisou o pedido, remarcou os depoimentos do deputado e suas testemunhas para quarta-feira. Ele afirma que, de acordo com o regulamento interno, o Conselho de Ética pode sim se reunir durante o recesso

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.