Liminar liberta suspeitos de crime financeiro

O ministro Fernando Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), concedeu liminar determinando a liberação de Alberto Youssef, Antônio Carlos Neri Romero e Eroni Miguel Peres, acusados de crime contra a ordem financeira e a administração pública. Os três e outras sete pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público do Paraná por suposta formação de quadrilha para lavagem de dinheiro. De acordo com a denúncia, a quadrilha tinha a colaboração de funcionários do Banco do Estado do Paraná (Banestado), que facilitavam a abertura de contas e o processo de lavagem de dinheiro, informou o STJ. Fernando Gonçalves resolveu conceder a liminar por considerar que os acusados são primários, têm bons antecedentes, possuem residência certa e apresentaram-se espontaneamente após a decretação das prisões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.