Líderes temem que CPI do Banestado abale credibilidade

O líder do governo no Senado, Aloizio Mercadante (PT-SP), disse hoje que todos os líderes, reunidos durante a manhã para tratar da agenda do esforço concentrado, mostraram insatisfação com os procedimentos adotados pela CPI do Banestado para a quebra de sigilo bancário e fiscal adotados nas investigações sobre remessas ilegais de dinheiro para o exterior pelas contas CC-5. "Vamos apurar o que está acontecendo e ver quais providências devem ser tomadas", afirmou. "É preciso estabelecer uma série de regras que precisam ser seguidas para assegurar a credibilidade da CPI", disse o líder. Segundo ele, até o presidente do Senado, José Sarney, vai tratar do assunto. "A avaliação geral (dos líderes) é de que, como as coisas estão sendo feitas, acabam prejudicando a credibilidade da CPI como um importante instrumento de investigação do Congresso", disse Mercadante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.