Líderes podem analisar mínimo de R$ 220

Terminou nesta tarde, sem acordo, a reunião dos líderes partidários no Congresso com os líderes do governo na Câmara, deputado Arnaldo Madeira (PSDB-SP), e no Congresso, deputado Heráclito Fortes (OPFL-PI). Não houve acordo para desobstrução da tramitação da proposta do Orçamentgo Geral da União para 2002. Diante disso, os líderes decidiram que, ainda hoje, será realizada uma reunião do Comitê de Receitas da Comissão de Orçamento para analisar a proposta apresentada pelaoposição sobre eventuais fontes para custear um reajuste do salário mínimo de atualmente R$ 180,00 para R$ 220,00, defendido pela oposição. Uma nova reunião dos líderes foi acertada para amanhã de manhã. Os líderes da base governista estão reunidos no gabinete do deputado Heráclito Fortes. Na base do governo, há uma divergência em relação à liberação de recursos para o término da obra de ampliação do aeroporto de Salvador. Essa divergência dificulta a obtenção de maioria do governo na Comissão de Orçamento para desobstruir a tramitação da proposta orçamentária de 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.