Líderes no Senado discutem acordo para votar MPs na próxima semana

O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), informou nesta quarta-feira à Agência Estado que, na próxima semana, os líderes partidários voltam a se reunir para tentar um acordo para votar outras Medidas Provisórias que estão trancando a pauta. A maioria se refere a aumentos salariais para funcionários públicos. Nesta terça-feira, 10, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), anunciou que havia fechado um acordo com os líderes para a votação de MPs, tanto que na mesma sessão os senadores conseguiram aprovar uma das medidas provisórias. Para esta terça-feira, não está prevista nenhuma votação, segundo Jucá."Fizemos um pré-acordo", avaliou o líder governista, acrescentando que uma nova rodada de negociações será realizada na próxima terça-feira. Além das MPs, consta na pauta do Senado um projeto de lei complementar que trata da Lei Kandir - que desonerou os Estados exportadores - de interesse da oposição. "A oposição quer votar esse projeto que exige um quorum qualificado (mínimo de 41 votos) e, ao mesmo tempo, não pode derrubar MPs que tratam de aumentos salariais", disse Jucá, com otimismo. No entanto, admitiu que o clima eleitoral poderá dificultar o acordo final. "Esse período é mais sensível por conta da disputa eleitoral", ponderou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.