Líderes e governo não chegam a consenso sobre MP 449

Medida trata das novas regras para parcelamento de dívidas de tributos; nova reunião está marcada para hoje

Tânia Monteiro, de O Estado de S.Paulo

06 de maio de 2009 | 14h59

Depois de mais de duas horas de reunião, não houve consenso entre líderes do PMDB e do PT com o governo para a votação da MP 449 que trata das novas regras para parcelamento de dívidas de tributos federais.

 

A área econômica, segundo o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR) não concorda com o prazo de renegociação da dívida de até 240 meses. Uma nova reunião entre os líderes da base aliada está marcada para as 16 horas, na Câmara.

Mais conteúdo sobre:
MP 449

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.