João Alvarez
João Alvarez

Líderes da oposição participam de ato em Salvador

Políticos do PMDB, que no Estado são oposicionistas ao PT, também comparecem a manifestação contra governo Dilma

Tiago Décimo, correspondente, O Estado de S. Paulo

15 de março de 2015 | 14h35

Salvador - Líderes baianos dos partidos de oposição ao governo federal participaram da manifestação contra o governo federal neste domingo, 12, em Salvador. Entre os presentes, estavam, por exemplo, os deputados federais José Carlos Aleluia, presidente do DEM na Bahia, e Antônio Imbassahy, do PSDB, além de deputados estaduais e vereadores das legendas.

Os políticos que mais chamaram a atenção no protesto, porém, foram os líderes do PMDB na Bahia, o ex-ministro da Integração Nacional do governo Luiz Inácio Lula da Silva, Geddel Vieira Lima, presidente da legenda no Estado, e seu irmão, o deputado federal Lúcio Vieira Lima, ex-vice-líder do governo Dilma Rousseff no Congresso. "O que essas manifestações no Brasil inteiro refletem é um sentimento de 'basta' da população para o governo Dilma", disse Geddel.

Na Bahia, o PMDB, que integra a base do governo federal, faz oposição ao PT, e integrou a campanha à Presidência do senador Aécio Neves (PSDB) - Geddel foi candidato ao Senado na chapa encabeçada pelo DEM, que lançou o ex-governador Paulo Souto como candidato ao executivo estadual. O Estado é governado pelo petista Rui Costa.

Já o deputado Aleluia disse acreditar que "ainda é cedo" para ponderar a possibilidade de impeachment de Dilma. "Ainda não é o momento (para o pedido de afastamento da presidente), mas é uma possibilidade que não pode ser descartada", disse.

Na capital baiana, o ato se concentrou no largo do Farol da Barra. Segundo a Polícia Militar, por volta de 5 mil pessoas participaram do ato. Os organizadores calculam 10 mil.

Tudo o que sabemos sobre:
Dilma Rousseffprotestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.