Líderes da Câmara decidem não votar emenda das MPs

O líder do PT na Câmara, Aloizio Mercandante (SP), anunciou, após a reunião dos líderes da Câmara, que não haverá nenhuma votação durante a convocação extraordinária. Entre as matérias previstas estava a proposta de emenda que restringe a edição de medidas provisórias pelo governo. Segundo Mercadante, esta decisão será tomada porque o PMDB, o PSDB e o PTB decidiram obstruir a sessão para evitar a votação da PEC das MPs. "O governo é como aquele garotinho dono da bola, que, quando está perdendo o jogo, leva a bola para casa".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.