Líderes acertam votar duas PECs nesta semana

Os líderes dos partidos políticos em reunião com o presidente da Câmara, João Paulo Cunha (PT-SP), acertaram votar nesta semana duas propostas de emenda contitucional: . Essas duas matérias serão votadas depois que os deputados votarem as quatro medidas provisórias e o projeto de lei com urgência constitucional, que estão trancando a pauta da Câmara.Segundo o líder do governo na Câmara, Professor Luizinho (PT-SP) a votação do novo valor do salário mínimo só deverá ocorrer daqui a 15 dias e não na próxima semana, como previsto anteriormente. Ficou acertado que na próxima semana será votado o projeto de emenda constitucional que trata da reforma da Previdência, conhecida como PEC paralela. Até junho, o governo pretende votar o projeto que regulamenta as agências reguladoras e o projeto que trata da construção civil. Ao abrir a reunião-almoço com os líderes, João Paulo agradeceu o apoio demonstrado por todos os líderes ao trabalho que ele vem desenvolvendo. O apoio foi manifestado durante a votação, na semana passada, do projeto que permite a reeleição de João Paulo e do presidente do Senado, José Sarney (PFL-AP), que, no entanto, foi rejeitado. O presidente da Câmara disse que agradecia aos líderes, mesmo aos que encaminharam contra a votação do projeto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.