Líder vê sensibilidade para alterar dois pontos da reforma

O líder do PT na Câmara, Nelson Pellegrino, afirmou hoje que há sensibilidade na base para alterar dois pontos da proposta de reforma da Previdência, aprovada semana passada na Comissão Especial da Câmara: a alteração no subteto do Judiciário nos Estados e a regra de cálculo das pensões. Pellegrino disse que estes dois pontos ainda serão discutidos e fez uma ressalva, ao destacar a disposição do governo de manter o texto aprovado na Comissão: "Uma margem de mudança depende do presidente da República. Lula terá a palavra final."Pellegrino afirmou, no entanto, que ainda não há uma confirmação de que os partidos vão propor efetivamente essas alterações, mas observou que as conversas serão feitas. "Essa é a semana do ajuste para chegar na próxima semana com tudo organizado para votar a proposta", disse. O líder petista cobrou maior empenho de todos governadores nas votações. Para Pellegrino, os governadores do PFL e PSDB, que também têm interesse na reforma, têm que sensibilizar suas bancadas para que votem a favor da proposta. Pellegrino deu as declarações ao deixar a reunião dos líderes aliados que ainda continua, para ir à reunião da executiva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.