Líder vê 'enorme potencial' em candidatura de Campos

O líder do PSB no Senado, Rodrigo Rollemberg (DF), que ficou "surpreso" com o crescimento das intenções de voto do presidente do PSB na última pesquisa Datafolha. O levantamento apontou que a presidente Dilma Rousseff venceria no primeiro turno e teria 41% das intenções de voto, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) outros 21% e Campos, 15%. Segundo o líder socialista, o presidente do partido "praticamente" dobrou as intenções de voto desde a última pesquisa.

RICARDO BRITO, Agência Estado

14 de outubro de 2013 | 17h52

O senador do PSB, possível candidato ao governo do Distrito Federal, destacou o fato de apenas 25% dos entrevistados na pesquisa terem dito que conhecem efetivamente Eduardo Campos. Ou seja, para Rollemberg, há um "enorme potencial" de crescimento para a candidatura dele.

O líder socialista disse desejar que a eleição presidencial de 2014 seja realizada com uma campanha "de alto nível" com os candidatos discutindo o futuro do País. Entoando um lema de campanha, ele disse que a coligação liderada por Campos trabalhará a partir de três pilares: reconhecer as conquistas dos últimos anos, mantê-las, mas avançar nelas.

Rodrigo Rollemberg afirmou que eventuais divergências que possam existir entre o presidente do seu partido, o governador Eduardo Campos (PE), e a ex-ministra Marina Silva têm como objetivo os "maiores e melhores interesses" para o País. "Quem apostar em qualquer tipo de divergência certamente vai perder. Não estamos diante de uma equação aritmética, estamos diante de um fato político bastante forte", afirmou ele, em discurso na tribuna da Casa.

Tudo o que sabemos sobre:
datafolhaEduardo CamposPSB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.