Agência Estado
Agência Estado

Líder tucano assume relatoria da CPI das ONGs e promete rigor

Virgílio entra na vaga deixada por um senador governista e associa comissão à CPI que investiga a Petrobras

28 de maio de 2009 | 16h10

O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), será o novo relator da CPI das ONGs no lugar de Inácio Arruda (PCdoB-CE), senador governista, segundo informações da Agência Senado. Virgílio assumiu prometendo uma "investigação rigorosa dos fatos". "Não vamos fazer nada insensato, mas nenhum indício será varrido para baixo do tapete", declarou. A comissão investiga repasses de verbas federais a entidades.

 

Veja também:

link Governo está alerta na CPI das ONGs, diz líder governista

 

Outro tucano, o senador Tasso Jereissati (CE), afirmou que a CPIs das ONGs e a da Petrobras são complementares e podem atuar em colaboração, segundo a Agência Senado. Para Virgílio, muitos fatos poderão ser investigados tanto em uma como em outra comissão.

 

O líder governista, Romero Jucá, afirmou à Agência Brasil que o governo está "tranquilo, mas alerta" sobre o domínio da oposição na CPI das ONGs. Ele acrescentou que a base aliada tem maioria na comissão e portanto não vê possibilidade de manobra pela oposição.

Mais conteúdo sobre:
CPI das ONGsArthur Virgílio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.