Líder do PT usa fala de Sarney para ligar Serra a subprocurador

A líder do PT no Senado, senadora Ideli Salvati (SC), reproduziu, em discurso da tribuna, trechos de um discurso feito em março de 2002 pelo presidente do Senado, José Sarney, em que este cita trechos de reportagens para insinuar a existência de ligações entre o subprocurador José Roberto Santoro e o então candidato tucano à Presidência e atual presidente do PSDB, José Serra. De acordo com o discurso de Sarney, citado por Ideli Salvati, o escândalo do dinheiro encontrado à época pela Polícia Federal na empresa Lunus, em São Luiz, que forçou a governadora Roseana Sarney a renunciar à candidatura à Presidência, teria sido armado por um serviço de espionagem montado no Ministério da Saúde por Serra, que envolvia Santoro."Há um fato cuja recorrência impressiona e intriga: é que toda referência a esse estilo característico de espionagem e dossiês nasce no Ministério da Saúde e envolve o ex-ministro José Serra", afirma Sarney em um trecho reproduzido pela líder do PT. "Não é afirmação minha, é dos jornais", diz o senador. Ainda de acordo com as reportagens mencionadas por Sarney, o esquema supostamente montado por Serra estaria "conectado para ações políticas na Polícia Federal e no Ministério Público".Ideli Salvati lembrou que Sarney, no discurso, cita como integrantes do suposto esquema de Serra o subprocurador Santoro e o delegado da Polícia Federal Marcelo Itagiba, ex-chefe do Departamento de Inteligência da PF, ex-chefe do grupo de inteligência formado no Ministério da Saúde e atual superintendente da PF no Rio. A líder do PT lembrou ainda que Sarney, no discurso, afirma que Santoro e Itagiba seriam integrantes da "tropa-de-choque de Serra no aparato policial e de investigação" e que "os dois já estiveram juntos antes". TV mostra fita em que subprocurador conversa com bicheiro sobre Waldomiro MP investigará subprocurador que conversou com bicheiro PSDB usa fita do subprocurador como argumento a mais para criar a CPI do caso Waldomiro CPI é luta política, diz o Professor Luizinho Ministro da Justiça reúne assessores para discutir o caso da fita Senador Tuma estranha atitude do subprocurador Lula diz que conversa do subprocurador é "fato muito grave" Para deputados tucanos, atitude do subprocurador é normal

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.