Líder do PT quer evitar ida de Meirelles e Casseb na CAE

A líder do PT, senadora Ideli Salvatti (PT-SC), vai defender na reunião de líderes do bloco governista, que vai acontecer nesta tarde, que os depoimentos dos presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, e do Banco do Brasil, Cássio Casseb, fique restrito à Comissão de Fiscalização e Controle (CFC). A estratégia da líder é evitar que os dois sejam chamados pelo Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). Segundo Ideli, o governo não pode deixar que a CAE deixe de votar projetos importantes, como o projeto de parceria público-privada (PPP) e o da Biossegurança, para centrar a discussão nos próximos três dias nas denúncias de sonegação fiscal envolvendo dirigentes do BB e BC. "Queremos que isso fique só na Comissão de Fiscalização e Controle. A CAE tem que se dedicar ao PPP, que está na comissão desde maio, e à Biossegurança. Nossa estratégia é votar, votar, votar", disse. Segundo ela, a CFC não tem assuntos importantes em pauta. "A oitiva dos dois vai mudar o quê?", questionou ela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.