Líder do PT quer discutir reformas com Lula

O líder do PT na Câmara, Nelson Pellegrino, disse que vai procurar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nos próximos dias, para discutir as reformas constitucionais, principalmente a previdenciária. Segundo Pellegrino, alguns pontos das reformas preocupam a bancada do partido. Ele citou como exemplo a contribuição dos inativos. "Tenho resistência a essa proposta. Podemos discutir outras formas antes de propor essa contribuição", afirmou. Pellegrino defendeu o teto de aposentadoria de R$ 2,4 mil. "Não dá para vincular o teto ao salário mínimo, mas podemos estabelecer um fator de correção desse valor", disse. Ele afirmou ainda que o partido defende uma previdência complementar pública para todos os trabalhadores públicos ou privados. Pelegrino pretende conversar com o presidente antes do jantar, na semana que vem, na casa do presidente da Câmara, João Paulo Cunha, com toda a bancada do PT.Veja o índice de notícias sobre as reformas

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.