Líder do PT no Senado discursa em defesa de Palocci

A líder do PT no Senado, senadora Ideli Salvatti (SC), fez nesta segunda-feira, em discurso da tribuna, defesa da gestão de Antonio Palocci, criticou o crescimento da dívida pública interna durante o governo anterior e afirmou que, assim como é necessário apurar a violação do sigilo bancário do caseiro Francenildo Santos Costa em agência da Caixa Econômica, é necessária também uma investigação sobre as denúncias de que a Nossa Caixa, em São Paulo, teria sido usada pelo governo de Geraldo Alckmin em benefício de deputados estaduais em troca de apoio ao governo.Ao falar de Palocci, Ideli Salvatti destacou a importância que o ministro tem tido na condução da economia "e que, com certeza, vai continuar tendo". A senadora afirmou que Palocci tem conseguido algo que "não é fácil" de se conseguir: "equilíbrio fiscal, equilíbrio nas contas públicas e melhoria do controle inflacionário." Segundo a líder petista, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sabe, "mais do que ninguém, da importância do ministro Palocci e do papel dele na condução da política econômica." ComparaçõesIdeli Salvatti enfatizou, como uma das realizações mais importantes do ministro da Fazenda, a queda da dívida interna enquanto porcentagem do PIB (Produto Interno Bruto). Ela disse que em 1994, no início do primeiro mandato de Fernando Henrique Cardoso, 32,31% do PIB estavam comprometidos com a dívida, e em 1999, essa relação aumentou para 50,4%, chegando, ao final do governo do tucano (2002), a 55,5%. A senadora afirmou que é "muito elucidativo" do esforço de Palocci o fato de que, em 2003, a relação dívida PIB ficou em 54,9%, mas em 2005 caiu para 51,6%. "O ministro Palocci tem sido um dos principais responsáveis no esforço para reduzir a porcentagem dessa relação", afirmou a líder petista. Ela mencionou também o combate ao desemprego, afirmando que, em fevereiro deste ano, registrou um "recorde na criação de emprego com carteira assinada, na série histórica."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.