Líder do PT na Câmara é contra estatização dos bingos

O líder do PT na Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (SP), disse que é contrário à estatização dos jogos e não vê necessidade de abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Bingos no Senado. "Creio que a estatização não é uma boa iniciativa", afirmou o deputado, logo após participar de uma reunião com o presidente da República em exercício, João Paulo Cunha, no Palácio do Planalto.Chinaglia disse que a maioria da bancada petista é favorável ao fechamento das casas de bingo e caças-níqueis determinado por Medida Provisória. "Se houver possibilidade, eu gostaria que a relatoria desta MP ficasse como PT", disse o deputado. Chinaglia também afirmou que a CPI do Bingo, proposta pelo senador Magno Malta (PL-ES), "terá muito pouco a fazer para as investigações em curso", uma vez que já foi quebrado o sigilo bancário e fiscal do ex-subchefe de Assuntos Parlamentares da Casa Civil Waldomiro Diniz, e há apurações em andamento na Polícia Federal e no Ministério Público. "Se quiserem investigar, a questão do bingo também é estadual", disse. Perguntado sobre o desemprego causado pela proibição de funcionamento das casas de bingo e das máquinas caça-níqueis, o líder do PT afirmou que esse não é um argumento consistente. " A questão do emprego para uns não pode se justificar com prejuízos para a maioria", alegou. Além de Chinaglia, estavam na reunião os ministros José Dirceu (Casa Civil), Antônio Palocci Filho (Fazenda), Aldo Rebelo (Coordenação Política), Luiz Dulci (Secretaria-Geral da Presidência), Luiz Gushiken (Secretaria de Comunicação do Governo), Jaques Wagner (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social) e os deputados Sérgio Miranda (PC do B-MG) e José Borba (PMDB-PR). Na terça-feira, haverá reunião da base aliada na Câmara e no Senado para tratar da Medida Provisória que proíbe o funcionamento de casas de bingos em todo o País. A idéia do governo é apressar a votação da MP.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.