Líder do PSDB diz acreditar que CPMF será derrubada

O líder do PSDB na Câmara dos Deputados, Antonio Carlos Pannunzio (SP), acredita que os senadores de seu partido e do DEM conseguirão derrubar a emenda que prorroga até 2011 a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). "Nas reuniões com minha bancada no Senado, eu saí entusiasmado porque nós e os Democratas estamos confiantes de que teremos os votos necessários para derrubar a prorrogação deste tributo", afirmou.Segundo Pannunzio, um termômetro de que o governo de Luiz Inácio Lula da Silva não tem os votos necessários para a prorrogação do chamado imposto do cheque, como afirmam alguns ministros e lideranças petistas, é a obstrução que os partidos aliados estão mantendo nas votações da Câmara. "Enquanto a pauta da Câmara estiver travada, por conta da obstrução que a base do governo vem fazendo, é um sinal de que o governo Lula não tem os votos para garantir a aprovação desse tributo."Com relação à afirmação feita hoje pelo presidente Lula de que pretende esperar a tramitação da CPMF para discutir a reforma tributária, Pannunzio afirmou: "O governo petista não tem interesse, coragem e ousadia para discutir reformas. Esse conservadorismo brutal, aliado à inibição do Poder Legislativo em se afirmar enquanto poder independente, devem deixar as coisas como estão, o que é um desalento para quem quer levar o trabalho parlamentar a sério".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.