Líder do PSDB ?desconfia? que Dirceu sabia da nova fita

O líder do PSDB no Senado, senador Arthur Virgílio (AM), afirmou, em discurso da tribuna, que a gravação da conversa entre o subprocurador-geral José Roberto Santoro e o bicheiro Carlos Cachoeira, divulgada ontem pelo "Jornal Nacional", da TV Globo, reforça sua suspeita de que pode haver no Palácio do Planalto mais alguém que manteve contato com o bicheiro Carlos Cachoeira, além do então assessor da Casa Civil Waldomiro Diniz. "Se o governo passa a desconfiar do procurador Santoro, então, CPI. Se acha que a PF tem dificuldades (para fazer a investigação), então, faça CPI", afirmou Virgílio. Ele disse que está "começando a desconfiar de que o ministro Dirceu (José Dirceu, da Casa Civil) sabia da fita (divulgada ontem) há mais de 15 dias", afirmou que iria pôr "os pingos nos is". Segundo o líder tucano, "as coisas podem ter começado com Waldomiro, mas nele não terminam." TV mostra fita em que subprocurador conversa com bicheiro sobre Waldomiro MP investigará subprocurador que conversou com bicheiro PSDB usa fita do subprocurador como argumento a mais para criar a CPI do caso Waldomiro CPI é luta política, diz o Professor Luizinho Ministro da Justiça reúne assessores para discutir o caso da fita Senador Tuma estranha atitude do subprocurador Lula diz que conversa do subprocurador é "fato muito grave" Para deputados tucanos, atitude do subprocurador é normal

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.