Líder do PSDB chama Dirceu de chantagista e Ciro de boneco

O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), chamou o ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, de "chantagista", ao responder da tribuna as acusações do ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes, publicadas em um jornal do Rio de Janeiro. "Não vou perder muito tempo com o Ciro. Vou falar diretamente com o dono do boneco", disse Virgílio, referindo-se a Dirceu. Na nota do jornal, Ciro Gomes acusa Virgílio de haver nomeado Leovegildo Soares (investigado pela Operação Zacheu, da Polícia Federal) para a Delegacia do Trabalho do Amazonas. Em resposta, Virgílio pede que Dirceu o enfrente como "homem de verdade", sem argumentos calhordas e canalhas. Ele disse que não indicou Leovegildo para o cargo e que mal o conhece, ao contrário de José Dirceu, que foi avisado que seu assessor Waldomiro Diniz estaria envolvido em denúncias de corrupção. "Dirceu é chantagista, homem de forjar dossiês. Ele ameaça inclusive a derrocada do governo ao impedir a investigação do caso Waldomiro Diniz. Se se comportasse como pessoa de bem se afastaria do governo e pediria a CPI", disse Virgílio, segundo informações da Agência Senado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.