Líder do PL nega negociar Nestlé em troca da CPI dos Bingos

O líder do PL no Senado, Magno Malta (ES), negou que estivesse negociando uma mudança da posição do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), que vetou a fusão da fábrica de chocolates Garoto com a multinacional Nestlé, em troca da não apresentação do requerimento de criação da CPI dos Bingos. "Não estou negociando nada com ninguém", afirmou, quando perguntado a respeito, diante de especulações que corriam no Senado sobre essa suposta negociação. Malta confirmou, no entanto, que na próxima quarta-feira o senador Demóstenes Torres (PFL-GO) vai apresentar parecer favorável a um projeto de decreto legislativo que susta a decisão do Cade. Malta acertou a tramitação desse projeto em reunião, hoje, com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e o líder do PMDB, senador Renan Calheiros (AL). Ele voltou a defender a criação da CPI dos Bingos, afirmando que ela é importante, até para mostrar a lisura do ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, e que ninguém tem prova contra ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.