Líder do PFL quer ouvir Bastos nesta semana

O líder do PFL na Câmara, deputado Rodrigo Maia (RJ), quer que o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, compareça ao Congresso nesta semana para explicar seu suposto envolvimento no episódio da violação do sigilo bancário do caseiro Francenildo Santos Costa.Ao contrário do líder do PFL no Senado, José Agripino (RN), que prefere que antes de Bastos seja ouvido o ex-presidente da Caixa Econômica Jorge Mattoso, Maia disse que é necessário, urgentemente, que Thomaz Bastos explique a situação que envolveu o Ministério da Justiça no episódio. "Adiar o depoimento para depois do feriado pode parecer que a oposição pretende desgastar politicamente o governo e a nossa intenção é apurar os fatos", afirmou.O líder do PL na Câmara, deputado Luciano Castro (RR), disse também que não há motivo para adiar o comparecimento do ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, ao Congresso. Segundo ele, quem quer ouvi-lo tem que estar em Brasília, independentemente de haver feriado nesta semana. "A melhor forma de esclarecer a questão é o ministro responder diretamente ao questionamento dos parlamentares", afirmou Castro. "O assunto está quente. É oportuno que ele venha já nesta semana."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.