FOTO: DIDA SAMPAIO|ESTADAO
FOTO: DIDA SAMPAIO|ESTADAO

Renan questiona 'compromissos' de André Moura para líder do governo na Câmara

Deputado do PSC diz que Renan não é 'pessoa mais apropriada para criticar ninguém'

Igor Gadelha, O Estado de S.Paulo

19 de maio de 2016 | 17h43

Brasília - O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), questionou nesta quinta-feira, 19, quais seriam os "compromissos" do deputado André Moura (PSC-SE) à frente da liderança do governo na Câmara. A indicação de Moura, aliado do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), tem sido contestada pelo fato de ele ser alvo de investigações no Supremo Tribunal Federal, entre elas uma suposta tentativa de homicídio e envolvimento na Operação Lava Jato.

"Essa questão de liderança do governo no presidencialismo é uma escolha do presidente da República. Por isso a pergunta: é o André Moura para o quê? Quais são os compromissos? Vamos dar efetividade em uma Casa às matérias que foram aprovadas na outra? Ou vamos segmentar?", perguntou Renan.

O presidente do Senado disse saber das dificuldades que o governo está tendo para escolher a liderança "na outra Casa do Congresso". Mas destacou que, no que depender do Senado, haverá colaboração para fazer mudanças.

O deputado federal André Moura afirmou que o peemedebista não é a "pessoa mais apropriada" para criticar ninguém. "Se ele criticou, tenho que respeitar a crítica dele, mas acho que o senador Renan Calheiros talvez não seja a pessoa mais apropriada para criticar ninguém, né?", afirmou o novo líder do governo. "Mas eu respeito, não só dele, como de qualquer um outro", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.