Líder do governo diz que presidente do STF extrapola limite do Judiciário

O líder do governo na Câmara, Arnaldo Madeira (PSDB-SP), disse que o presidente do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio Mello, estaria ultrapassando os limites do Judiciário ao se manifestar contra a supressão da "noventena" para o reinício da cobrança da CPMF. Hoje, ao ser perguntado sobre o assunto, Mello disse que antes o governo observava essa anterioridade e questionou se agora teria vacilado nessa observância. "O ministro está se metendo em assuntos legislativos. Acho que está extrapolando, pois está entrando muito na área política", afirmou Madeira.O líder disse ainda que se Mello quer se comportar dessa maneira deve seguir o exemplo do ex-presidente do Superior Tribunal de Justiça, Paulo Costa Leite, que renunciou para se candidatar como vice na chapa de Anthony Garotinho, pelo PSB.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.