Líder do governo diz que o PSDB quer desestabilizar o País

O líder do governo na Câmara, Professor Luizinho(PT-SP), reagiu à nova denúncia contra o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, acusando o PSDB de querer desestabilizar o País. Segundo Luizinho, o PSDB tem o controle da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Banestado e divulga parte de informações para construir uma versão desfavorável a Meirelles. "Estão brincando com o perigo. Querem criar confusão para melar o crescimento econômico que o País já está vivendo". Ele observou que o PSDB tem controle de setores do Banco Central, do Banco do Brasil e da Polícia Federal e que, por meio da CPI do Banestado, tem vazado documentos que são parte da história. "É uma atitude organizada, orquestrada. Estão namorando com o perigo. É muita irresponsabilidade", disse. A Veja On-Line revela que Meirelles usou doleiros investigados por lavagem de dinheiro para transferir pouco mais de US$ 50 mil, em uma operação realizada em 18 de outubro de 2002. Além disso, de acordo com a Veja On-Line, a conta pessoal em que Meirelles retirou o dinheiro não aparece em sua declaração de Imposto de Renda entregue à Receita Federal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.