Líder diz que PPS está 'órfão' com morte de Campos

Líder do PPS na Câmara, deputado Rubens Bueno, classificou nesta quarta-feira, 13, de "trágica e triste" a notícia da morte do candidato do PSB à Presidência, Eduardo Campos. Ele destacou que a morte aconteceu num momento em que Campos começava a apresentar sua plataforma para o Brasil. "É o sonho de o Brasil mudar para algo novo", afirmou.

RICARDO DELLA COLETTA E ANDREZA MATAIS, Estadão Conteúdo

13 de agosto de 2014 | 13h22

Bueno transmitiu solidariedade aos familiares e amigos de Campos. Questionado sobre os rumos da campanha presidencial com o falecimento do candidato, Bueno respondeu: "Não sei o que dizer. Na política não tem vazio. Mas eu que convive com ele posso dizer que esse vazio dificilmente será preenchido".

O PPS faz parte da coligação com o PSB para a Presidência.

A Polícia Federal vai enviar nesta quarta-feira, 13, às 15h, seis peritos a São Paulo para auxiliar na identificação de corpos no acidente aéreo que vitimou o candidato do PSB, segundo a assessoria da PF. A instituição irá colaborar por se tratar de um candidato à Presidência da República.

Mais conteúdo sobre:
eduardo camposPPS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.