Libertados suspeitos de fraude de licitações do TCU

O vice-presidente do Tribunal Regional Federal (TRF) de Brasília, desembargador Mário César Ribeiro, concedeu nesta madrugada uma liminar libertando a presidente da Comissão Permanente de Licitações do Tribunal de Contas da União (TCU), Vera Lucia Pinho Borges, e o chefe da segurança do Tribunal, Fernando Masera Almeida. O desembargador justificou a decisão afirmando que o juiz Clovez Siqueira determinou a prisão com base em mera alegação de que, em liberdade, os investigados ofereceriam obstáculos à ação policial, podendo se desfazer de documentos e outros meios de provas. Para o desembargador, no entanto, não há elementos concretos que sustentem essa avaliação. Permanecem presos na carceragem da Polícia Federal o secretário-geral de Administração do TCU, Antonio Trindade, e a secretaria de Controle Interno, Leila Vasconcelos Ferreira. Todos foram presos na semana passada, acusados de envolvimento em fraudes em licitações ao lado de empresários prestadores de serviços.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.