Liberada extradição de Gloria Trevi para o México

Depois de três anos, finalmente a cantora Gloria Trevi poderá voltar para o México. Nesta quinta-feira, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Carlos Velloso, liberou a extradição daartista, que está presa na Delegacia do Cruzeiro, em Brasília.Velloso comunicou ao ministro da Justiça, Paulo de Tarso Ribeiro, que não existem mais obstáculos jurídicos para a viagem de Gloria, que é acusada de cumplicidade em crimes de corrupção demenores em seu País.Mas não será de imediato que Gloria Trevi voltará para o México, onde deverá continuar presa pelo menos por uma semana. A partir da próxima segunda-feira, após o recebimento do comunicado de Velloso, o ministro da Justiça enviará uma notificação ao governo mexicano informando sobre a decisão do STF.A cantora ainda deverá passar por uma série de trâmites burocráticos, o que vai retardar em 60 dias seu retorno. As autoridades mexicanas terão que decidir, por exemplo, com que tipo de armas os policiais entrarão no Brasil para levar a extraditanda.Recentemente, a artista desistiu de todos os recursos que vinha usando nos últimosdois anos para tentar evitar a extradição, concedida em dezembro de 2000 pelosministros do Supremo. Com a desistência, o resultado do julgamento tornou-sedefinitivo.Para redigir o despacho de duas páginas, Carlos Velloso baseou-se em recente parecer do procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro. O procurador opinou que não existiam mais empecilhos para a extradição da cantora. Ela deve viajar, no máximo, em 60 dias.Além dos insistentes recursos de Gloria Trevi, um incidente importante ocorrido emmeados de 2001 atrasou a extradição da cantora. A artista engravidou quando estava presa na Superintendência da Polícia Federal em Brasília. Na época, ela insinuou que a gestação teria sido fruto de um estupro carcerário.Mas um exame realizado posteriormente teria informado que Angel Gabriel, nascido em fevereiro, é filho doex-marido e ex-empresário de Gloria Sergio Andrade, que também está preso, juntocom a ex-produtora da cantora Maria Raquenel, acusados no México de corrupção demenores e seqüestro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.