Lewandowski é o 4º a votar a favor da Ficha Limpa já

"A Lei da Ficha Limpa presta inequívoca homenagem aos princípios da probidade administrativa e moralidade, que constituem, a meu ver, o próprio cerne do regime republicano", votou, no início da noite de hoje, o ministro Ricardo Lewandowski, abrindo vantagem de 4 votos a 1 no julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) pela aplicação da lei nas eleições de outubro.

CAROL PIRES, Agência Estado

23 de setembro de 2010 | 19h21

Votaram até agora o ministro-relator, Carlos Ayres Britto, Cármen Lúcia, Joaquim Barbosa e Lewandoski pela aplicação imediata da lei e José Antonio Dias Toffoli pela aplicação apenas nas próximas eleições. Os ministros julgam a validade da Lei da Ficha Limpa a partir de recurso de Joaquim Roriz (PSC) que pede o direito de concorrer ao governo do Distrito Federal, apesar de ter sido considerado inelegível pela Justiça Eleitoral. Cinco ministros ainda não votaram.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.