Lewandowski compara atentado em SE a ataque terrorista de 11 de setembro

Presidente do TSE disse que crime 'corresponde do ponto de vista simbólico' ao ataque em NY

Carol Pires, da Agência Estado,

20 de agosto de 2010 | 13h23

BRASÍLIA - O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ricardo Lewandowski, comparou hoje o atentado ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE), Luiz Antônio Araújo Mendonça, ao atentado de 11 de setembro nos Estados Unidos. "Este atentado corresponde, do ponto de vista simbólico para os magistrados, como o 11 de setembro para o mundo. É o momento de repensar a segurança da Justiça brasileira", disse Lewandowski, pouco antes do início do 50º Encontro de Presidentes de TREs. A reunião já estava agendada antes do atentado em Sergipe.

Lewandowski afirmou que, a partir desse 18 de agosto, "que é o nosso 11 de setembro", é preciso mudar a cultura em relação à segurança da magistratura. O ministro defendeu que haja concurso para contratação de segurança pessoal dos presidentes dos tribunais regionais.

O presidente do TSE também disse que existe uma suspeita de que a raiz do atentado ao presidente do TRE-SE esteja na queima de urnas eleitorais no interior do Estado numa eleição passada. Apesar de recomendar que os magistrados tenham mais cuidado com a questão de segurança pessoal, Lewandowski disse que a Justiça Eleitoral "não se intimida". "O processo eleitoral vai continuar na normalidade", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.