DIDA SAMPAIO/ESTADÃO
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

Levy garante liberação de emendas parlamentares

Ministro da Fazenda se reuniu nesta tarde com o vice-presidente Michel Temer e afirmou que 'há reserva explícita' dos recursos destinados aos deputados

Lisandra Paraguassu e Bernardo Caram, O Estado de S. Paulo

09 de julho de 2015 | 17h52

Brasília - O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse nesta tarde que a liberação de emendas parlamentares "está bastante bem encaminhada", apesar de nessa quarta o governo ter mandado derrubar a sessão do Congresso sem a votação da liberação. Depois de uma reunião de cerca de uma hora com o vice-presidente Michel Temer, cujo tema não foi revelado pelos participantes, Levy afirmou que os recursos estão garantidos. 

"A questão de emendas está tendo encaminhamento, até houve um decreto que disponibilizou recursos adicionais, então acho que está bastante bem encaminhado esse tema", disse. "E como o ministro Nelson (Barbosa, do Planejamento) explicou, há expectativa de liberação dentro do próprio instituto das emendas impositivas dos R$ 5 bilhões. Está reservado. Dentro da programação financeira há reserva explícita desses recursos, estão garantidos".

Levy afirmou também que o governo não analisou a proposta apresentada pelo senador Romero Jucá de reduzir a meta do superávit primário deste ano dos atuais 1,13% do Produto Interno Bruto para 0,4%, o que levaria a uma redução de R$ 44,2 bilhões nos recursos economizados pelo governo para pagar os juros da dívida. 

"Não analisamos essa questão. É um tema a ser discutido e não temos analisado ainda essa iniciativa, que foi anunciada ontem", disse. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.