André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

Levy contraria recomendações médicas e vai aos EUA

Diagnosticado com embolia pulmonar, o ministro da Fazenda descansa antes de partir neste sábado para missão diplomática

Rachel Gamarski, O Estado de S. Paulo

27 Junho 2015 | 12h04

BRASÍLIA - O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, internado na noite desta sexta-feira, 26, no Hospital do Coração, com um quadro de embolia pulmonar, está descansando após receber alta, de acordo com assessores. O Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado, apurou que o carro do ministro chegou ao local onde ele mora, em Brasília, um pouco antes das 9 horas.

Assessores, porém afirmam que o ministro passou a noite na casa de um amigo. A assessoria afirma que o ministro viajará neste sábado, 27, para os Estados Unidos para integrar a comitiva da presidente Dilma Rousseff. Levy está irredutível em viajar, apesar de orientação médica em contrário.


No domingo, 28, Levy deve chegar a Nova York, onde se reunirá à comitiva de Dilma. No entanto, ele irá de voo comercial e não mais no avião da Força Aérea Brasileira (FAB). Por volta das 10h30, Dilma seguiu para a Base Aérea de Brasília para embarcar para os EUA. (Rachel Gamarski e Adriana Fernandes).

Susto. O médico do ministro tentou convencê-lo da gravidade de estado de saúde. O ministro da Fazenda tem uma rotina de trabalho muito estressante. Costuma chegar ao prédio do Ministério antes das 9 horas e não deixa a sede da pasta antes das 2 horas da madrugada, e isso sempre com uma agenda lotada dentro e fora do Ministério. Levy frequentemente deixa de fazer as principais refeições e não tem dormindo muito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.