Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Lessa reclama de subteto para a Justiça Estadual

O governador de Alagoas, Ronaldo Lessa, entrou para a reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Hotel Caesar Park, em Fortaleza, reclamando do que chamou de "injustiça" cometida pelo projeto de reforma da previdência, aprovada pela Comissão Especial da Câmara. Lessa disse que, por causa do item prevendo subteto de 75% do salário de um ministro do Supremo Tribunal Federal (atualmente em R$ 17,170) para a Justiça Estadual e o Ministério Público, promotores e defensores públicos do seu Estado querem aumento agora. "Essa decisão aumenta o privilégio", condenou Lessa. Mas o relator da reforma da Previdência, José Pimentel, que também participa do encontro, disse que o subteto foi incluído no projeto da reforma a pedido dos governadores. Pimentel afirmou que o governo não tem intenção de mudar esse item. "Mas na política nunca podemos dizer que alguma coisa é impossível", admitiu. Pela manhã, um pequeno grupo de manifestantes se concentrou na porta do Caesar Park, onde Lula está reunido com governadores do Nordeste, para protestar contra a reforma da previdência. Uma faixa vermelha, assinada pela Liga Bolchevique Internacionalista afirmava: abaixo às reformas neoliberais do governo burguês Lula/FMI. O grupo, porém, já se dispersou. Ao chegar para a reunião, Lula não falou com a imprensa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.