Lessa continua no BNDES por pelo menos mais "48 horas"

O nome do presidente do BNDES, Carlos Lessa, não foi mencionado durante almoço promovido na Granja do Torto para o presidente chinês Hu Jintao. O ministro Furlan evitou fazer qualquer tipo de avaliação sobre as possível demissão do economista. "O professor Lessa é uma pessoa extraordinária, ele gosta do debate, gosta do contraditório e o presidente Lula já o conhecia antes de nomeá-lo", limitou-se a comentar o ministro, quando deixou a Granja do Torto.Dentro do governo, a saída de Lessa do BNDES já é uma decisão tomada, devido à recente crítica à condução da política monetária pelo Banco Central. Mas segundo fontes consultadas, o presidente Lula não demitirá o presidente do banco "nas próximas 48 horas".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.