Lerner sobre palestra de Itamar: "tertúlia reacionária"

O governador do Paraná, Jaime Lerner (PFL), considerou apresença do governador de Minas Gerais, Itamar Franco (PMDB), nesta terça-feira, em Curitiba,como uma "tertúlia reacionária".Itamar foi recebido por políticos do PMDB e do PT noevento realizado na Associação Comercial do Paraná, em que expôs os motivos paradefender a não privatização da Cemig e da Copel."Quando os extremos se encontram, ointeresse do povo acaba sacrificado na mesa do oportunismo político", afirmou Lerner.Para Lerner, este é o momento ideal para vender a estatal de energia paranaense. "ACopel atingiu o melhor do seu desempenho e está valorizada", afirmou. "Se deixarmos aprivatização para o futuro, o Paraná perderá com a desvalorização da empresa."Ogovernador voltou a dizer que a estatal perderá competitividade na disputa com asempresas privadas.O líder do governo na Assembléia Legislativa, deputado Durval Amaral, disse que asugestão do governador mineiro para que se faça um plebiscito para decidir sobre aprivatização da empresa é uma "ingerência indevida". "Seria a mesma coisa que nossosecretário da Saúde desembarcar em Minas Gerais com o propósito de resolver aepidemia de febre que assola as Alterosas", afirmou. "Quem tem topete de vidro nãoatira pedra no topete do vizinho."

Agencia Estado,

20 de março de 2001 | 20h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.