Lembo garante continuidade dos projetos de Alckmin

O vice-governador de São Paulo, Cláudio Lembo, assume nesta manhã o cargo de governador por um período de nove meses. A carta de renúncia de Geraldo Alckmin foi lida ontem, na Assembléia Legislativa. O último ato dele como governador foi a inauguração de holofotes num trecho de 500 metros do Rio Tietê, na altura da Ponte das Bandeiras, que teve a calha rebaixada e é a maior obra dos cinco anos de gestão de Alckmin à frente do governo do Estado. Lembo disse que não haverá surpresas durante os nove meses em que ficará à frente do governo. "A prioridade é manter toda a obra de Geraldo Alckmin. Vamos fazer tudo o que é bom e o que é bom já está planejado", afirmou ao Bom Dia São Paulo, da TV Globo. O novo governador assegurou ainda que todos os projetos serão continuados e, em abril, devem começar as obras do trecho sul do Rodoanel.Bacharel em ciências jurídicas e sociais pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), Lembo é doutor em direito pela Universidade Mackenzie. Jurista, 71 anos, tem uma longa vida ligada à política. Atua principalmente nos bastidores, na articulação e costura de acordos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.